segunda-feira, 2 de maio de 2016

"Natasha"

Já andava há meses para cortar o cabelo, fui adiando, adiando mas quarta foi o dia.
Liguei a marcar, normalmente corto o cabelo com a "Marisa", como sabia que iria ser mãe e não sabia se já tinha voltado aceitei a sugestão da menina em cortar o cabelo com a Natasha sem sequer saber se a Marisa já tinha voltado.

Cheguei, bem recebida, lavar o cabelo com direito a massagem, de sonho e por fim esperar que a Natasha me viesse cortar o cabelo.

De repente vejo dois metros de mulher a vir ter comigo, ar de Russa (daí o Natasha) e cabelo curto. Normalmente tenho medo de cabeleireiras com cabelo curto, acho sempre que são umas invejosas e vão colocar o nosso o mais pequeno que conseguirem.

Disse que não queria cortar muito que era para deixar crescer. A mulher era surda, só pode, desde que começou a cortar nunca mais parou e eu, eu vi 15cm do meu cabelo no chão. Se fiquei chateada? Não, sinceramente gosto de mudanças e até achei engraçado na altura. O problema é agora, sempre que acordo apanho um susto e às vezes adoro muito, outras detesto muito.

Conclusão, nunca mais cortar o cabelo com a Natasha e cabeleireiras de cabelo curto também não são aconselháveis.

2 comentários:

  1. Gosto muito de mudanças radicais, mas quando são pedidas por mim!

    ResponderExcluir
  2. Eu morro de medo de ir ao cabeleireiro, entro em stress uns dias antes de cada visita =P A única coisa boa é que, felizmente, o cabelo volta a crescer! E se há dias em que te gostas, quem sabe se até não te habituas (=

    ResponderExcluir