quarta-feira, 18 de maio de 2016

Dúvida existencial

Estes dias reparei num dos entregadores de peças que nos fornecem a oficina. Já tinha vindo à oficina, mas esta semana o colega que nos visita diariamente está de férias então o trabalho é feito por este outro.

É um homem mais baixo que a média, muito mais baixo, depois tem um aspecto bastante próprio. Atentei mais no cabelo, na segunda-feira, e há semanas que tinha falado com o meu irmão sobre aquilo que vi.

Não sei se estão a ver bem a imagem, mas agora imaginem aqueles fios de cabelo da direita para a esquerda completamente compridos a tapar toda a calvice.
Não sei se já viram algum homem assim, se não viram desde já vos digo que por aqui há bastantes.

Então a minha dúvida é a seguinte:
1 - Um dia acordamos e pensamos, vou começar a deixar crescer um lado do cabelo para tapar toda a careca. 
2 - Vamos cortar o cabelo, ao cabeleireiro/barbeiro do costume e ele sugere que comecemos a deixar crescer um lado do cabelo para tapas toda a careca.
3 - A nossa mais que tudo, farta de nos ver carecas, afinal não é dos carecas que elas gostam mais, sugerem que deixemos crescer o lado esquerdo do cabelo para tapar toda a careca.
4 - Nenhuma das anteriores.

Juro que é algo que tenho curiosidade, perguntei a alguns homens da oficina, acho que me acharam parvinha mas lá me deram as suas respostas.
 Ajudem-me nisto, preciso de dormir de noite!

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Só porque sim e porque posso...Globos de Ouro

Quem me conhece, pessoalmente, sabe que eu e a Moda somos tão amigas, tão amigas que nem dou por ela. Não ligo a modas, no meu armário não há saias plissadas, não tenho nenhuma gabardina e e até as Sam smith me passaram ao lado.

Mas de repente há os globos, uma pessoa está a ler o seu livrinho, para desanuviar liga a TV e dá de fronhas com a Bábá e para logo para ouvir o seu discurso tão eloquente. Ainda bem que o Franco Bastos conseguiu remediar aquilo que para mim foi um fracasso. (adormeci antes de acabar)

Vai daí, hoje deu-me a curiosidade e toca a ir ver as indumentárias das babes, os babes é sempre a mesma coisa mas minhas amigas, digo-vos já que houveram surpresas.
Então só porque me apetece dar uma de fashion blog cá vai as vestimentas que mais me alegraram as vistas. (Os feios também me alegram as vistas, sinceramente é tudo trapos.)


Estou grávida, ensandeci e posso tudo

 Adivinhe você mesmo o que está à espreita...
 Tem estado chuva, e percebemos que que podia chover e estes chanatos iam dar muito jeito. 
A rachinha da praxe, o vestido estava-me justo e foi a única hipótese de conseguir dar uns passinhos neste saco. 

Ritinha Pereira dedo de fora rules...

 Tanta tira e nenhuma arrepanhou o meu dedo mais pequenino.
 Pronto ok, não precisam de falar da minha roupitxa, olhem só para todo o pé a tentar fugir da sandália.

Sou uma cara bonita o resto não importa nada


Mãe acabou-me a sopa, mas trouxe uma frutinha aqui de baixo. 

Jéssica Rabbit é você??

 Falta o cabelo vermelho eu sei...


DIY, faça você mesmo!

 Tenho o homem mais gato!


Se alguma fivela do sapato se solta tenha medo, fujam!
 Tudo tão mau que falemos apetas dos sapatos.

Fomos contratados para o Cardinalli, entretanto o Benfica foi campeão e decidimos vir aos Globos. Não perceberam? Eu também não!


Estive em Padaung, mas entretanto decidi esconder o facto!
 


Nada apontar! Os preferidos.






 
 

domingo, 8 de maio de 2016

Percebes que a tua vida é bem mais interessante à semana, quando passas o domingo de pijama, entre dormir no sofá ou jogar LOL (League of Legends) para o tempo passar mais rápido. Isto porque a tentativa de ver um filme saiu furada, quando adormeci ao minutos dois.

Tudo isto, depois de estender roupa, apanhar roupa, passar a ferro e colocar as roupas nos devidos lugares. Vida procura-se...

segunda-feira, 2 de maio de 2016

"Natasha"

Já andava há meses para cortar o cabelo, fui adiando, adiando mas quarta foi o dia.
Liguei a marcar, normalmente corto o cabelo com a "Marisa", como sabia que iria ser mãe e não sabia se já tinha voltado aceitei a sugestão da menina em cortar o cabelo com a Natasha sem sequer saber se a Marisa já tinha voltado.

Cheguei, bem recebida, lavar o cabelo com direito a massagem, de sonho e por fim esperar que a Natasha me viesse cortar o cabelo.

De repente vejo dois metros de mulher a vir ter comigo, ar de Russa (daí o Natasha) e cabelo curto. Normalmente tenho medo de cabeleireiras com cabelo curto, acho sempre que são umas invejosas e vão colocar o nosso o mais pequeno que conseguirem.

Disse que não queria cortar muito que era para deixar crescer. A mulher era surda, só pode, desde que começou a cortar nunca mais parou e eu, eu vi 15cm do meu cabelo no chão. Se fiquei chateada? Não, sinceramente gosto de mudanças e até achei engraçado na altura. O problema é agora, sempre que acordo apanho um susto e às vezes adoro muito, outras detesto muito.

Conclusão, nunca mais cortar o cabelo com a Natasha e cabeleireiras de cabelo curto também não são aconselháveis.