quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Ontem foi dia de deixar Coimbra e rumar até ao meu norte.
O avô do namorado está estável só ficou afetado na perna esquerda e já não conseguirá andar sozinho com a sua bengala. Agora só poderá andar acompanhado e distancias curtas, as longas terão de ser feitas de cadeira de rodas.

Estes dias mostraram-me que ser velho aos meus olhos era maravilhoso, tenho especial apreço por velhos. Gosto de partilhar as tardes com os meus avós, ouvir as histórias deles, saber como viviam e como eram felizes no tempo deles. Gosto daquilo que têm para contar, ser velho é sinal de sabedoria sinal de uma vida vivida cheia de experiências.

Mas depois, apercebo-me que aos olhos de outras pessoas estes são sinal de desleixo, são sinal de abandono e negligencia. Não fossem os amigos do pai do namorado e o avô ainda hoje estava por casa com uma dor de estômago.
É triste que ser velho não seja uma coisa boa aos olhos de todos, que não seja sinal de afeto, cuidado e preocupação.

O avô aguarda resultados dos exames que efetuou e logo, logo voltará ao quentinho do lar.

7 comentários:

  1. Tenho imensas saudades dos meus avós, que infelizmente já faleceram. Era eu uma adolescente estúpida que não sabia apreciar bem as coisas. Não me interpretes mal, eu amava de coração os meus avós mas não dava, de todo, a atenção que daria agora. Não ouvi todas as históriasb que tinham para contar e isso deixa-me desolada. Mas a vida é assim.
    Ser velho é bonito se tivermos com quem partilhar a velhice. As melhoras para ele*

    ResponderExcluir
  2. Coitado do senhor :/ que melhore rapidamente e volte para a sua casinha!

    ResponderExcluir
  3. Não consigo compreender esta negligência com os mais velhos, temos tanto a aprender com eles!

    ResponderExcluir
  4. Espero que ele melhore e que possa voltar rapidamente para casa!

    ResponderExcluir
  5. Vejo os velhos exactamente da mesma maneira que tu e fico triste por quem os vê de maneira diferente..

    Beijinho*

    ResponderExcluir